quinta-feira, 14 de abril de 2011

Amanda

Simplesmente, e para inaugurar uma nova era na complexa relação Bruno~internet, resolvi começar rescrevendo sobre uma coisa de que eu realmente gosto: Amanda Palmer. Amanda é uma dessas artistas estranhas que há por aí. Seu primeiro trabalho que conheço, é o cd "A is for accident", do duo "The Dresden Dolls", composto por ela mesma e pelo magnífico baterista Brian Viglione e, até o momento, a melhor coisa que já me aconteceu na música. O primeiro CD, mera gravação de baixa qualidade de um show da banda, já mostra o potencial e a capacidade dessa moça de criar letras lindas, e harmonizá-las a uma performance emocionada e a melodias adequadas. Os CD's subsequentes do duo mantiveram, e até aumentaram a qualidade do trabalho daquela que já era uma grande banda. Seu modo não ortodoxo de se expressar, somado a uma coragem dificilmente encontrada na mídia (que vai de palavras a atitudes) os tornaram únicos, e Amanda Palmer, mesmo após o término da banda, continuaria aperfeiçoando sua habilidade na construção metódica de letras incríveis e exigentes, como se pode ver na música Runs in the family, cheia de aliterações e possibilidades de significado. Depois, ela ainda criaria, em parceria com Jason Webley, o "duo-de-uma-mulher-só", Evelyn Evelyn, explorando, talvez de modo nunca antes explorado, uma idéia corajosa e até bizarra, mostrando de modo às vezes triste, às vezes cômico, a vida de duas (ou uma?) jovens irmãs siamesas. Como os ataques desta ex-senhorita (agora casada com meu outro ídolo, Sr. Neil Gaiman) são diversos e direcionados a diversas direções, é difícil, especialmente para alguém com um acesso tão restrito à internet, manter-se sempre em dia, mas não me escapou o lançamento do novo CD desta moça "Amanda Palmer goes down under", mais uma vez, magnífico, como se pode observar na maravilhosa música Australia. Bem, era isso. Claro que meu blog não vai virar um local de críticas e elogios, porque isso não é meu tipo de coisa, mas eu tinha que expressar essa minha admiração. Abraços a todos os meus leitores em potencial que tenham seu potencial convertido em realidade...

Nenhum comentário: