quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Gancho(s)

Sim, eu sei o que você está pensando. Certamente algo em torno de "Por quê diabolus o bruno não revisa e publica coisas direitas, sérias, e arrumadinhas por aqui?". Claro, você pode também estar pensando em "Por quê, ó deuses, por quê(!) o bruno insiste em publicar coisas com intervalos de tantos meses ??"

Caso você não esteja se perguntando nada disso, certamente você já desistiu desse blog, onde as coisas parecem acontecer com uma lentidão desesperadora, ou nunca o conheceu, sendo "você", então, todas as pessoas do mundo (exceto as já citadas, que são poucas - me pergunto o que isso quer dizer, e que tipo de extrapolação seria possível fazer a partir daqui, mas não me respondo, e como aparentemente ninguém o fará antes que eu termine esse post, me considero no direito e obrigação de deixar de lado essa pergunta tão levianamente auto-inflingida).

Bem, de qualquer modo, não era isso que eu queria dizer. Embora eu possa começar a partir de uma parte do raciocínio para chegar aonde quero.

Eu realmente tenho deixado este local aqui meio abandonado. E não quero que ele fique de lado assim. Eu queria realmente publicar umas coisas, mas esse semestre, sempre que eu tinha internet, não tinha tempo, ou tinha cansaço, ou não tinha internet novamente, e as coisas acabaram se complicando de modo que, entre minhas prioridades, não dava pra colocar o blog.

No ano que se inicia, porém, tudo parece mais promissor que no ano que passou. E as coisas parecem tender à mudança, incluindo um promissor aumento de tempo livre no meu calendário dos dias, o que favorecerá não apenas o blog, mas também as outras coisas que eu queria escrever há tempos mas nunca pude por falta de... tempo. ou às vezes dedicação, ou as duas coisas, mas agora que não posso mais usar a desculpa de falta de tempo, talvez eu crie vergonha na cara e comece a me dedicar um pouco mais à essas coisas literárias que, afinal, hoje fazem parte mesmo de meu dia-a-dia acadêmico, coisa que não estou certo se tem ou não hífen, mas decidi colocar porque me pareceu adequado.

Na realidade não era isso que eu queria falar. O post deveria ter algo a ver com a tal concepção de "pimenta nos olhos dos outros á refresco", aquela coisa de perdoar o criminoso que mata uma desconhecido, mas pena de morte para o FDP aquele que mata seu filho! e assim por diante. a moral flexível das pessoas e essas coisas. (claro que talvez eu não resistisse a abrir um parênteses mencinoando o fato de que "WTF" pareça fazer muito mais sentido que "FDP" - no sentido de que parece mais natural, ainda que seja de outra língua. a tal "F word" simplesmente não nos soa vulgar...)

mas a coisa é que isso tudo acabou fugindo tanto do assunto inicial que eu nem quero mais falar dele. vou deixar isso pra outro post, e deixar este servindo como lembrete. desse modo, eu não apenas coloco um novo post como também deixo um gancho para um post futuro, de modo que não demore muito a postar novamente. acho que vou até mesmo chamar este momento de "Gancho", pois assim a chance de que eu me lembre que ele é, realmente, um gancho, será maior. dois posts pelo preço de um!(ou seriam mais? podem ser meus olhos, mas acho que ainda tem pano pra manga escondido por aqui...)

então é isso. eu criei esse post com o objetivo de falar alguma coisa e acabei não falando nada, mas não tem problema - afinal de contas, muito texto bom não fala nada; este só tem o defeito de não ser um deles.

Nenhum comentário: