sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Equilíbrio

Ele acordou a 6 horas da manhã. Pensava em equilíbrio.

Não o equilíbrio referente a conseguir permanecer de pé sobre algo. Mas aquele que diz respeito a quão balanceada está sua vida.

Não existe uma filosofia que fala sobre isso? O quanto a vida deve ser equilibrada, em todos os aspectos? Deve-se dormir bem, se alimentar bem... mas será que o lazer não entra na equação?

Espremendo o travesseiro contra o rosto, ele pensava nisso. Afinal, de acordo com o óbvio, entre acordar de madrugada ( o que já consiste em tortura para quem gosta de aproveitar a noite, seja como for ), trabalhar 8 horas em algo monótono e repetitivo, sair sem ânimo pra nada, chegar em casa, assistir programas completamente imbecis na TV e dormir cedo novamente, não tem absolutamente nada de interessante. Cadê o equilíbrio?

O único problema da teoria era a parte que afirmava que também havia um equilíbrio entre o dinheiro que se ganha e o que se pode gastar.

Então ele se levantou, vestiu o uniforme, e passou a maior parte da tarde imaginando quantas outras pessoas usavam um uniforme parecido com aquele.

Nenhum comentário: